Sobre a necessidade de cuidar da sua própria grama


Esses dias eu estava conversando com uns amigos sobre outros amigos de turma e que aconteceu depois da escola. Alguns se formaram, alguns casaram, outros estão em outro país, alguns com filhos e outros estão perdidos (no caso, eu). Daí eu estava pensando em quão louco é isso, todos nos conhecemos aos 15 anos e passávamos cerca de 10 horas por dia na mesma sala durante 5 dias da semana e agora aos 24, todo mundo tem uma vida diferente.

Depois quando eu estava sozinha, ampliei minha visão para outras pessoas de outras épocas que estudaram comigo e estava vendo o que estavam fazendo agora e todo mundo também seguiu um caminho. Eu confesso que me bateu um certo ciúme em ver como a vida de todo mundo estava e como todos pareciam tão realizados e adultos, enquanto eu me sinto a mesma garota de 15 anos. É como se nada tivesse mudado.

Logo depois de me comparar, eu quis me bater. Já que eu estava me comparando com pessoas que vivenciaram coisas totalmente diferentes de mim. Sabe aquela frase 'a grama do vizinho é sempre mais verde'? Então. Eu olhando de fora, posso achar que todos estão adultos e sabendo o que fazer da vida, mas eu não tenho noção do quê eles passam diariamente. Não sei das vezes que choram antes de dormir por preocupações, ou dos seus corações partidos, ou da sua vontade de ter feito tudo completamente diferente. Ninguém sabe o que está fazendo, só continua fazendo esperando que seja o melhor para aquele momento.


Acho que é exatamente isso que frase quer dizer, a gente vê algo de fora e acha que reluz, mas não é assim. E talvez a grama do vizinho seja melhor que a nossa, por que passamos tanto tempo admirando a dele que negligenciamos a nossa. E além do mais, a gente acha que nossa grama não está verde, mas já experimentou perguntar para outra pessoa o que ela acha da sua? Talvez você se surpreenda. Foi isso que aconteceu comigo quando descobri que algumas pessoas achavam que eu estava extremamente feliz por ter terminando a faculdade e não ter uma pressão sob mim em arrumar um emprego na área imediatamente ou sobre a chance que eu tenho de ter o dia inteiro para me dedicar ao que eu quiser sem me preocupar com outras coisas.

Se você puder fazer algo por você, que seja eliminar a comparação da sua vida. Você não precisa medir seus sucessos com a régua dos outros e nem precisa ter pressa para viver algo que não está no seu momento. Você pode fazer de tudo para conseguir mais rápido? Se for sua vontade sim, mas isso não significa que é uma obrigação. Achar seu próprio ritmo e tempo é fundamental para sua felicidade.

E você, costuma comprar sua grama com a do vizinho ou prefere passar o tempo cultivando a sua?
Beijos

9 comentários

  1. Temos mesmo que cultivar a nossa, até porque a gente não sabe o que tem por trás das aparências dos outros!

    cobaiaamiga.com

    ResponderExcluir
  2. Às vezes eu me sinto assim assim sabe como se eu ainda fosse a menina de quinze anos; talvez por que eu continue fazendo basicamente as mesmas coisas que eu fazia quando tinha quinze anos - estudar, ficar no mesmo computador o dia todo e no mesmo quarto e casa KKKKK A maioria das pessoas que estudaram comigo, maioria tudo com 22 anos ou 23 anos, já estão bem adultos e todos com as vidas resolvidas e maioria se casou rs Acho que é normal se sentir assim às vezes mas não devemos ficar focados nisso o tempo. Temos nossas vidas e devemos admirar o que somos. Amei seu texto ♥

    https://itslizzie.space/

    ResponderExcluir
  3. Acabei de passar por uma entrevista de emprego muito frustrante. Confesso que me dói as vezes ver como meus colegas conseguiram emprego na área e eu não. Não é exatamente inveja, mas mais um sentimento de ter falhado comigo mesma. Seu post me ajudou muito hoje, vou cuidar melhor do meu gramado (:

    Abraços Tay

    ResponderExcluir
  4. Quem nunca comparou sua grama com a grama do vizinho né? Todo mundo.
    Eu gostei muitooo desse texto porque volte e meia eu me comparo a outras pessoas e sei que isso não é bom e que em vez de perder tempo com isso eu preciso cuidar da minha.
    Enfim, ótimo texto e reflexão!!

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Tay.
    Infelizmente isso é muito comum de acontecer. E não é só com o sucesso alheio não, também com as desgraças. Quantas pessoas vejo querendo ter a dor pior ou o problema maior do que o do outro. Aff. Gostei bastante da sua reflexão.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que a vida não é perfeita para ninguém!! Mas se eliminarmos essa comparação das nossas vidas decerto viveremos mais felizes.
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
  7. Se comparar é uma das piores coisas que podemos fazer! Adorei o seu texto e reflexão.
    www.achatadebatom.com

    ResponderExcluir
  8. Que post ótimo! Realmente, ficar se comparando é ruim demais e não agrega em nada muito pelo contrário.

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  9. Uma boa reflexão.
    Parabéns!

    O blog está em Hiatus de Verão, mas estaremos comentando nos blogs amigos esse período.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Hello friend!
Eu sou a Tay Ribeiro, tenho 24 anos e moro no interior do Goiás. Viciada em vídeos de gatos fofos e em fazer listas. Aqui você encontra todas as coisas que eu mais gosto no mundo. more

Instagram

Dearly Tay / Theme by BD.