Resenha: Cartas para a minha mãe - Teresa Cárdenas

Ano: 2010

Páginas: 112

Editora: Pallas

Sinopse: Uma menina escreve cartas para sua mãe morta. Através delas ficamos sabendo que teve que ir morar com a tia e as primas, que não gostam dela. Não se cansam de lembrar que deveria fazer um esforço para disfarçar sua cor e ficar mais parecida com uma pessoa branca. Sua avó está sempre desgostosa, com ela e com a vida em geral.

 

Mas a autora das cartas começa lentamente a descobrir um mundo além de seus problemas familiares. À medida que faz amigos — entre outros, um jovem que também tem problemas com a família e uma velha que é ao mesmo tempo jardineira e bruxa — suas feridas começam a cicatrizar. A menina fica cada vez mais forte, consegue ganhar o respeito dos outros e aprende a aceitar-se a si mesma a aos outros.

 

Este é um romance emocionante sobre perdas irreparáveis e sobre o poder restaurador do amor e do autorespeito. Ambientada em Cuba, a narrativa desafia nossas crenças sobre essa ilha que, afinal, conhecemos tão pouco.

 

Quando publicado originalmente, Cartas para a minha mãe foi criticado por expor o problema do racismo na sociedade cubana contemporânea, o que não impediu que recebesse o Prêmio Casa de Las Americas 2006 na categoria livro infantil.

 

                             

Cartas para a minha mãe foi o meu livro escolhido para ser a segunda leitura do mês de setembro. O anterior a ele seria Harry Potter e a Ordem da fênix e eu já estava sofrendo por antecipação pela morte de um personagem (eu não irei falar o nome, vai que é spoiler para alguém mesmo anos depois do lançamento do livro). E mesmo sentido muita coisa em relação a esse livro, eu amei a leitura.

 

Cartas para a minha mãe conta a história de uma garota de 10 que vai morar com a tia e suas primas após a morte da mãe. Pelos olhos dela, ficamos sabendo como é o tratamento de todos com ela.

 



Querida mamãe, esta noite eu vi você nos meus sonhos. Você usava um rabo de cavalo bem comprido, amarrado com uma linda fita vermelha. Corria de um lado para outro do céu, empinando uma pipa feita de nuvens.

Não estava feliz, mas estava ali, correndo e pulando como uma menina de nove anos. Você parecia comigo, como se fosse minha filha, e não o contrário.

Chamei por você em vão. Foi triste.



Acordei chorando. Ninguém veio ver o que estava acontecendo comigo.


Esse é um livro epistolar, e todas as cartas são destinadas para a mãe morta. E em cada carta sabemos sobre a prima que está doente, o novo namorado da tia, a professora que é boa com ela, a vizinha Menú na qual ela faz companhia e o garoto branco da escola que ela acaba passando as tardes. Além de todos os fatos do dia, também vemos seus questionamentos internos sobre o tratamento que recebe, o racismo estrutural que ela sabe que é errado, mesmo não entendendo o porquê dão tanto valor para a cor da pele.

 

Certo dia, ela me perguntou: “Quem é esse branquinho que anda com você?” Não soube o que responder. Nem lembrava que Roberto é branco.

 

Cada carta é um relato doloroso e curioso de uma garota de 10 anos. Ao decorrer das 112 páginas, podemos ver o crescimento dela e a mudança de relacionamento delas com os familiares, assim como, uma grande descoberta no meio do caminho.

 

Cartas para a minha mãe é sensível, pesado, doloroso, bonito e mostra diversas nuances da comunidade cubana. Antes desse livro, eu não conhecia a Teresa Cárdenas e já estou ansiosa para ler Cachorro Velho.

 

A velhinha das flores me explicou que o Deus dos negros se chama Olofi, mas é o mesmo Deus dos brancos, só que cada um coloca nele a cor e o nome que tiver vontade. E disse que Deus fez os homens de todas as cores porque ele é como as crianças, que não gostam de coisas iguais, que as deixam entediadas.

Imagino que muitos brancos não conhecem essa história. Eles não gostariam de adorar um Deus preto retinto e beiçudo, por mais misericordioso que fosse. Não iam achar bonito. 


O livro me tocou profundamente por girar em torno no racismo e em como as pessoas se sentem confortáveis em definir as características negras como feias ou sugerir que pessoas negras devem recorrer a miscigenação para 'melhorar a família'.

 

Esse livro entrou no meu top 5 de melhores dos anos e eu recomendo todos a lerem.

 

E você, já leu esse livro? Conhecia a autora?

Beijos

38 comentários

  1. Olá,

    Eu não conhecia o livro, mas o tema abordado é bem interessante, fico feliz que o livro tenha recebido até premio, mesmo tendo sido criticado. Acho que falta mais livro assim infantis na nossa literatura.

    Bjs
    https://diarioelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um livro que todos deveriam ler, eu adorei e já estou ansiosa para conferir ele.

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  3. Nossa não conhecia, mas acho que me tocaria também.
    O tema do livro é tão importante e interessante.
    Beijos!
    Dicas de Blogueira

    ResponderExcluir
  4. Parece ser uma história super forte Tay, me surpreendeu ser um livro infantil. Achei incrível, fiquei bem interessada em ler. Não conheço a autora também. Um beijo :*

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia essa obra, mas gente, parece demais. Ainda mais trazendo essa questão sobre o racismo, que infelizmente, ainda existe.

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Nossa, que obra maravilhosa.
    Parece ser do tipo de livro que a gente sente na alma e que faz a gente se emocionar bastante. Muito obrigada pela dica.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  7. Parece-me o tipo de livro que eu iria devorar.
    Tenho que ver se o encontro por cá.

    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro, mais já amei a temática, amo histórias do tipo.

    www.estiilocarol.com

    ResponderExcluir
  9. Ei, tudo bem? Eu ainda não conhecia o livro e nem a autora, mas esse livro tem uma perspectiva diferente do que eu estou acostumada, mas eu com certeza daria uma chance, e os temas trabalhados na história são importantíssimos. Eu amei a resenha, beijocas!


    https://resenhabookshouse.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  10. Thank you for recommendation.

    New Post - https://www.exclusivebeautydiary.com/2020/09/juvena-of-switzerland-juvenance-epigen.html

    ResponderExcluir
  11. Nem o livro, nem a autora. Mas, vou colocar na minha lista de leituras pq a história me chamou atenção.
    adorei sua resenha.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  12. This is so interesting. Thank you so much for recommendation.
    https://chicchedimamma.com/

    ResponderExcluir
  13. This is so interesting. Thank you so much for recommendation.
    https://chicchedimamma.com/

    ResponderExcluir
  14. Por acaso não conhecíamos
    Beijinhos, https://damselme.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Achei a história bem pesada e triste, mas ao mesmo tempo trata de assuntos bem importantes.
    Não conhecia ainda, mas acheio muitooo legal e fiquei curiosa pra ler.
    Adorei a resenha! :)

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oi, Tay!
    Já posso imaginar que essa leitura deve ser bem triste e melancólica. Normalmente eu fujo de livros assim, mas gostei dos quotes selecionados! Vou salvar a dica pro futuro :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  17. I don't know if I would like to read this book since it seems so sad. At the same time I like the fact that it happens in Cuba and as you said we don't know many things about this island. I like that is talks about the racism that the people from Cuba have to face. I don't know if I will read this book but surelly you motivated me to read other books that happen in Cuba, if you have any recomendation please let me know :)

    ResponderExcluir
  18. This sounds really wonderful and insightful. Oh, so literary! A gardener who's a witch!

    ResponderExcluir
  19. Sounds like a very important book to read. Thank you so much for sharing!

    ResponderExcluir
  20. This makes me think of a Korean Drama I am watching "The time I was most Beautiful" It's about a girl who lives with an Aunt who treats her badly while her mother is in prison, but she grows up and tries to be a teacher and her Aunt still is so mean she keeps her from having a job. Then this rich guy meets her and they get married but his mother treats her terrible because her mother has been in prison.

    ResponderExcluir
  21. Olá Thay,
    Puxa que livro triste, não sei se tenho emocional para uma leitura assim.
    big beijos

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia o livro, mas achei a história interessante e emocionante. Vou salvar aqui para ver se leio em algum momento.

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Nunca tinha ouvido falar do livro, mas fiquei bem curiosa com a história, pois adoro livros que envolvam cartas, mas nunca li um com uma protagonista tão jovem encarando problemas tão estruturais quanto o racismo.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. hola, no conocía ni la autora ni la novela, que interesante.

    ResponderExcluir
  25. Oi!
    Não conhecia o livro, gosto de ler livros na visão de pessoas jovens também, encontro poucos assim e vera visão de uma criança de 10 anos falando de racismo e outros assuntos deve ser bem delicado.
    Fiquei com vontade de ler e anotei aqui.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Eu imagino que a história seja bem impactante, nunca tinha ouvido falar desse livro. Mas ele entrou para a minha lista! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  27. Olá, Tay.
    Eu gosto muito desse estilo de narrativa feita através de cartas. E que bom que temos cada dia mais livros abordando o racismo. Uma hora ele vai acabar. Temos que ter essa esperança. mas não leria o livro no momento porque me pareceu ser bem sentimental e estou fugindo de livros assim no momento.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  28. Não é um estilo de leitura que eu leia frequentemente, mas achei muito interessante sua indicação e todos os sentimentos que lhe causou na leitura.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  29. Parece mesmo ser um livro bem emocionante e tocante.
    Eu não conhecia a autora e nem o título do livro, mas eu gostei bastante. Só preciso estar com o psicológico bem e futuramente vou conferir essa leitura.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  30. Não conhecia, mas anotei aqui.

    As citações me tocaram bastante e é com certeza um livro que vou gostar de ler.
    Deixo o convite para ler meus livros também, estão na amazon e gratuitos no kindle unlimited.
    - Italiana
    - Idas e vindas de amor.

    Abraços e ótima semana!
    http://mylife-rapha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Acho que o livro realmente deve ser lindo, falar sobre família e relacionamento com a mãe, que infelizmente faleceu, é algo que me deixa bem sensível. Fiquei curiosa.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  32. Se só pela sinopse eu to sofrendo, imagina caso eu leia. Eu até imagino o quão tocante e sensível ele deve ser
    Beijos
    https://www.balaiodebabados.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Não conhecia e já anotei na lista de desejos.

    Beijos/Kisses.



    Anete Oliveira

    Blog Coisitas e Coisinhas

    Fanpage

    Instagram

    ResponderExcluir
  34. Não conheço esse livro, mas seria um que com certeza leria. Mas, iria chorar, só lendo seu post fiquei emotiva hehe
    Beiijus ❤

    https://modoju.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  35. Oie, tudo bem?
    Ainda não conhecia, valeu pela dica
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  36. Não conhecia, e fiquei muito tentada a conhecer. Uma história forte. Gosto de livros com amadurecimento do personagem, e aprendi recentemente que escrever ajuda aliviar os sentimentos. Além de ter uma discussão importantíssima.

    Beijos da Tami
    www.eumilhazes.com.br
    Já coloquei na minha lista

    ResponderExcluir

Hello friend!
Eu sou a Tay Ribeiro, tenho 24 anos e moro no interior do Goiás. Viciada em vídeos de gatos fofos e em fazer listas. Aqui você encontra todas as coisas que eu mais gosto no mundo. more

Instagram

Dearly Tay / Theme by BD.