5 de mar. de 2020

Não era um homem de saia, era a Alexa


Metro Weekly
Alexa Negrón Luciano - também conhecida como Neulisa Luciano Ruiz- nasceu no município de Carolinas, perto de San Juan em Porto Rico. Mulher Transexual em situação de rua que possivelmente foi expulsa de casa e tinha problemas mentais se tornou um rosto o conhecido na internet após Carlos Javier Fret publicou um vídeo na internet sobre um suposto pervertido que estava olhando com um espelho embaixo do box do banheiro feminino. Isso aconteceu no dia 23 de fevereiro, um domingo.

Logo após a publicação da imagem em que a polícia questionava Alexa e a liberava por falta de provas, toda as pessoas da região já destilavam ódio sob Alexa, já que concluíram que se tratava de um homem de saia e não de uma mulher trans.

Após diversos comentários de ódio e ameaças de violência de pessoas que se diziam com medo por eles e suas famílias, um corpo é encontrado. Na segunda de manhã, dia 24 de fevereiro, foi comprovado que o corpo se tratava da Alexa, mas todos já sabiam se era ela logo que encontraram o corpo, uma vez que a polícia havia descrito o corpo como o ‘de um homem vestindo roupas femininas’. 
cnn.com
Também circulou um vídeo do assassinato, no vídeo, dá para ouvir vozes dizendo obscenidades e falando coisas como ‘vamos atropelar ele’ e depois dá para ouvir barulho de tiros. A polícia confirmou que o vídeo era legítimo.

Após a morte, Carlos Javier Fret preferiu se afastar da situação e alegou que nunca quis causar nenhum dano a Alexa e abriu um boletim de assédio online. Mas o dano já estava feito, tínhamos um grupo de pessoas que escancarou seus preconceitos, assassinos que gravaram o ato e uma pessoa morta que nem quando estava viva e nem após a morte teve sua identidade respeitada. A mídia ao noticiar sua morte se referiu usando o termo masculino.

A transfobia é um problema não só de Porto Rico, assim como de todo o mundo. O Brasil, por exemplo, é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo e em contrapartida, é um país que consume conteúdo pornográfico transexual. Até hoje eu me choco com a morte da Dandara dos Santos no Ceará.

Você não entender pessoas gays/ trans é ok, você não gostar é ok também(eu digo ok no sentido de que ninguém vai te obrigar a nada, então você também não tem direito em interferir na vida alheia), o problema começa quando a pessoa se sente no direito de julgar, machucar ou assassinar uma pessoa só porque ela vai contra o que a sua própria concepção diz que é certo ou errado. O respeito sempre vem acima de tudo e precisamos respeitar o diferente, uma vez que para alguém somos diferentes mesmo quando nos encaixamos em padrões.
Newzandar News
Alexa foi vítima do preconceito e do lado ruim da internet. Casos de mortes após fake news, lixamentos virtuais e a cultura do cancelamento são extremamente preocupantes, uma vez que nunca sabemos o que uma publicação online pode resultar na vida real.

O cantor Bad Bunny, que é porto-riquenho, se apresentou no "The Tonight Show Starring Jimmy Fallon" e usou o momento para se manifestar sobre a morte de Alexa. Ele usou uma camiseta escrita em espanhol ‘eles mataram Alexa, não um homem de saia’.

A América como um todo está com muitos problemas de gênero, tanto a transfobia quanto o feminicídio são problemas muitos grandes e precisamos sempre ficar alertas e nos proteger e proteger os outros para não serem os próximos casos.

Respeite, cuide e evitem acreditar em tudo que está online. Essa semana foi em Porto Rico, mas ninguém sabe o dia de amanhã.

E você, ficou sabendo do caso da Alexa? Acha que a violência ainda tem uma solução viável ou devemos nos alarmar mais?
Beijos

12 comentários:

  1. Eu não estava sabendo sobre essa história da Alexa...
    Que triste :(
    Meu isso de preconceito e violência é algo horrível.
    Quando pensamos que as coisas estão evoluindo aparece uns casos assim, é muito triste...

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Tay.
    O pior é saber que esse caso ainda foi noticiado e quantos não acontecem e a gente nem fica sabendo. As pessoas odeiam e compartilham o ódio tão fácil, e muitos ainda se dizem cristãos. Nosso papel é amar e respeitar. Ninguém é obrigado a gostar de nada, mas respeitar sim.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. É impensável que coisas hediondas como essas continuem a acontecer e pior, continuem sendo naturalizadas por um sistema desumano, opressor e assassino como esse que vivemos em todas as partes do mundo. E daqui eu continuo a me perguntar: quantas mais de nós, mulheres, sejam trans ou cis, terão de morrer? Porque eles nos querem mortas? Queremos viver, viver em paz! É pedir muito?

    ResponderExcluir
  4. Achei a postagem bem interessante, não sabia sobre esse caso. Fico bem triste com essas situações e isso tudo sempre me faz refletir sobre o mundo que a gente vive.

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  5. Que tristeza, meu coração fica apertado lendo uma notícia dessas. Oro por um mundo mais respeitoso, que um dia, todo ser humano presente nessa terra possa respeitar as escolhas, decisões e o que a outra pessoa é. Porque nós não temos nada a ver com a vida do outro e respeito cabe em todo lugar.

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. I just learned about this story. So sad that people still don't accept one another.

    www.fashionradi.com

    ResponderExcluir
  7. Poxa, é revoltante quando acontece essas situações. Não fiquei sabendo, infelizmente. Não entendo pessoas que não respeitam a vida alheia e ficam se metendo, e pior, partindo para a violência a troco de nada.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  8. Cá em Portugal há uma história parecida, ela também foi morta. Já fizeram um filme e tudo, há ainda muito preconceito mesmo em Portugal. Todas as chamadas de atenção para esse problema são bem vindas, tratava-se de uma pessoa, não de uma roupa!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia a história da Alexa e acho lamentável vivermos em uma sociedade em que se não há respeito com a diversidade sexual, deveriam olha a pessoa como indivíduo e não fato de ser trans, etc
    Big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  10. Até quando vamos ver notícias como esta? Muito triste saber que o mundo ainda está muito longe de ser um lugar seguro para viver.
    Sobre as fakes news da internet, lembrei do caso de uma mulher aqui no Brasil que foi apedrejada até a morte por conta de uma publicação no facebook alertando sobre uma mulher que sequestrava criança pra fazer bruxaria, a ignorância das pessoas ainda me choca
    Beijos ♡ Blog | Instagram | Youtube

    ResponderExcluir
  11. Realmente, o respeito deve vir acima de qualquer opinião. É como eu digo, em relação à sexualidade, carreira, religião e política, ninguém é obrigado a aceitar as escolhas dos outros, mas é imprescindível que haja respeito, até porquê, cada qual faz o que quer de sua própria vida e ninguém tem nada a ver com isso.
    Eu ainda não sabia sobre a Alexa, sempre fico revoltada com esse tipo de acontecimento. Infelizmente Alexa é a Dandara dos Santos porto-riquenha, como vc disse, o problema do preconceito está se alastrando.
    Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  12. Eu não conhecia essa história, mas corta o coração saber que existem muitas pessoas em situações semelhantes. O caso da Dandara me choca até hoje, muitos vídeos circularam e a barbárie que cometeram com ela me chocou profundamente. Só de lembrar fico mal. É lamentável a mentalidade das pessoas, todavia é importante continuar lutando para propiciarmos um mundo melhor para se viver.
    Três de Dezembro

    ResponderExcluir

DEARLY TAY
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL