Coisas que uma pandemia me ensinou

Eu sempre tento tirar uma lição de tudo. Acho que quando paramos para refletir e percebemos que tiramos alguma lição de um evento, significa que a gente está pronto para aceitar as coisas que estão fora no nosso controle.

Sempre tirei uma lição das coisas: tive o coração partido? Bom, morrer disso já sei que não morro. Tirei uma nota ruim em uma prova do qual estudei muito? Isso me ensinou nem sempre vou me sair bem em algo, mesmo que tenha me preparado muito. Eu já tirei muitas lições dessa vida, e se tem algo que eu aprendi é que eu ainda não aprendi nada, e que sei lá, daqui a dois minutos eu vou aprender lições importantes que eu nem imaginava.

2020 é o ano do caos até aqui. Começou com todo aquele medo disfarçado de graça de uma possível terceira guerra mundial, então chegou uma doença sem remédio existente ainda, o racismo cada vez mais escancarado e muita gente tentando passar pano, o passado querendo voltar, os fascistas tendo orgulho de ser quem são. O puro caos.

Esse tempo inteiramente em casa me fez pensar muito e tentar tirar as lições para me manter compartilhar com vocês, vamos ver?

 

-Autoconhecimento demais vai te enlouquecer

Eu gosto muito de ler sobre desenvolvimento pessoal e tentar ficar me analisando para descobrir meus problemas e eu mesma resolver. Sempre tento achar a ligação do passado com a forma que eu reajo a situações e assim poder ter controle.

Reservei um tempo para tentar me entender melhor, e tentar entender as razões que me fazem ter certos sentimentos e pensamentos. Visitando diversos momentos da minha vida, eu descobri que já fui bem babaca com muita gente e que eu tenho atitudes bem egoístas, resumindo: sou o egocentrismo em pessoa. O lado bom é que posso me policiar e melhorar isso, o ruim é que constantemente quero socar minha cara e falar 'minha filha, vamos melhorar'.

Por isso, agora quero me entender o bastante para melhorar, mas não a ponto de me fazer me odiar.

 

-Interações sociais são importantes

Eu sempre me orgulhei de não precisar de pessoas fora do meu circulo familiar. Pra mim era totalmente ok não sair de casa, afinal, eu fico extremamente incomodada em lugares fechados ou com muita gente junta. Ao ser obrigada ficar em casa, eu percebi que eu precisava sim dessa interação com o mundo externo.

Ter contato com pessoas diferentes, ter um tempo para conversar, tocar ou só ficar perto é fundamental para saúde mental.


-A cultura é sim importante

Constantemente vemos gente criticando artistas e dizendo que o trabalho deles é baseado em mamatas e que cultura não é importante, mas numa época em que temos que ficar confinados dentro de casa, nos apegamos mais nos livros, músicas e filmes. E eu pude ver em como a arte alimenta nossa alma e nos ajuda a nos manter a sanidade. Acho que a maior lição nisso tudo, foi que eu aprendi que temos que apoiar nossos artistas e amigos que criam arte também, seja lá qual for o tipo.

Tudo o que estamos passamos pode nos mostrar como ter empatia, amor ao próximo, perceber que quando fazemos nossa parte também estamos ajudando o outro. Podemos perceber quem pratica o que diz e quem foge ou só olha para o próprio umbigo.

E você, o que aprendeu nesses tempos?

Beijos

25 comentários

  1. Adorei o post girl :D
    Realmente isto é uma fase para por os pensamentos em dia e delinear tudo :D
    Beijinho *

    https://w-m-mind.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  2. Tay, post perfeito. :) Acho que essa pandemia fez a gente olhar mais para dentro e para as coisas ao nosso redor. Todos nós erramos e é uma ótimo forma de aprendermos, né? E as mudanças vem aos poucos. É bom se conhecer, mas se cobrar e martirizar só pioram as coisas! Eu aprendi que devo julgar menos, que a qualquer momento, a gente pode pagar com a língua. E aprendi que a única coisa que a gente pode fazer, de fato, é a nossa parte. ♥ E nem fala: a arte é importantíssima. Os livros, nem se fala!

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Tay, tudo bem?

    Acredito que a questão do autoconhecimento é assimilar aquilo que de fato ressoa com a gente. Também leio muito autores como Osho, Krishnamurti, entre outros, mas sempre filtro um pouco, pois sei que não dá para levar tudo ao pé da letra ou então realmente ao invés de nos ajudar acabamos desenvolvendo um sentimento negativo em relação a nós mesmo.

    A pandemia infelizmente me mostrou que algumas pessoas estão mais preocupadas em manter seu estilo de vida, do que com o próximo então minhas interações sociais diminuíram muito.

    O que tem me mantido sã nesse período foi escrever, tocar piano e ler.

    Beijos e um ótimo final de semana;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o post Tay. A pandemia me ensinou que posso economizar mais do que já economizava antes, além de conseguir me exercitar dentro de casa. xD

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  5. Sempre soube que interação social era importante, mas não imaginava o quanto seria para todos, ainda mais nos dias de hoje. A Pandemia veio para me ensinar muita coisa, não está sendo fácil, mas sei que uma hora vai acabar.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  6. Great post. Thank you for sharing.

    New Post - https://www.exclusivebeautydiary.com/2020/07/biotherm-biomains-age-delaying-hand-and.html

    ResponderExcluir
  7. Me sorprende la forma en que piensa que hay un rayo de luz detrás de cada incidente. Indica que eres una persona sabia. A partir de esta pandemia, se me recordó que debía prestar más atención a la salud y la higiene de todo lo que me rodeaba.

    Que tengas un buen fin de semana, Tay.
    Saludos.

    ResponderExcluir
  8. Olá, Tay.
    O importante é sempre levarmos algo bom de tudo. E essa pandemia me ensinou bastante coisa também. Infelizmente mostrou o que o ser humano tem de pior e não acredito nas frase que muita gente diz que o ser humano vai sair dela melhor não. Isso infelizmente só irá acontecer com pouca gente.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tay!
    Acho que ninguém vai sair o mesmo dessa pandemia, né? Também aprendi muita coisa e preciso melhorar em outras mil! Meu problema é pensar demais às vezes preciso me policiar e por o pé no freio haha. Mas com calma, a gente vai levando a vida e melhorando :)

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  10. Autoconhecimento exagerado acaba virando perfeccionismo, ou seja, um hábito ruim.
    E eu também percebi que preciso de interações sociais, haha. Antes eu me orgulhava em gostar da minha própria companhia, mas agora parece que ir apenas ao mercado é um grande feito, onde vou poder perguntar à caixa como vai o dia dela e poder puxar assunto sobre o clima, haha.
    Amei o seu post Tay, me identifiquei muito com os seus aprendizados.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  11. Oiê... Que blog lindo... Já estou seguindo você... Se puder me ajudar lá no meu 🤗🤭
    Que post apropriado... Essa pandemia nós ensinou como tantas coisas são importantes...coisas que antes não dávamos tanto valor .
    Beijinhos

    Cátila Santos

    ResponderExcluir
  12. A pandemia está me ensinando muitas coisas também, dentre elas que eu preciso sair muito mais de casa e me divertir mais.
    www.achatadebatom.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Tay,
    Brinco que com a pandemia, eu descobri que não seria uma das sobreviventes do apocalipse, rs. E as vezes, não saber das notícias é o mais importante para me manter sã.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Espero que no fim da pandemia, o pessoal aprenda mais a pensar nos outros também já que ficamos tanto tempo presos dentro de casa com apenas o 'eu' e uma tela.
    Aqui na Finlândia as coisas estão menos bombásticas que no Brasil e mesmo assim, estou reaprendendo a lidar com meus dias por segurança.
    Adorei o post, continue compartilhando o que aprendeu e continue usando máscara!
    Beijão Tay,
    A Bela, não a Fera

    ResponderExcluir
  15. Está pandemia trouxe coisas boas e coisas más sem dúvida que fez uma pessoa refletir sobre muitas coisas.



    Beijinhos Anny
    www.annydajuba.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, Tay. Tudo bem?
    Acho interessante que esse acontecimento tenha trazido tantas reflexões e ensinamentos para as pessoas e que bom que você tirou proveito disso.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  17. realmente, nesse momento que temos vivido os artistas tem sido muito importante, espero que depois disso as pessoas aprendam a dar mais valor ao trabalho dos artistas

    Carol Justo | Justo Eu

    ResponderExcluir
  18. Oi Tay, tudo bem?
    Esse aspecto da cultura foi um dos mais importantes pra mim. Tem tanta gente que não valoriza os artistas, mas agora na pandemia séries, filmes, música, etc foram fundamentais pra ajudar na nossa sanidade.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  19. Oi
    isso de interações sociais concordo, olha nunca fui de sair muito, mas sinto falta de sair só para ver outras pessoas e respirar outro ar.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Você arrasa muito nos posts, senti o mesmo que você. Fiquei me autoanalisando demais durante essa quarentena e só achei problema, mas vamos que vamos...
    Beijos ♡ Blog | Instagram | Youtube

    ResponderExcluir
  21. Dá uma solidão esse isolamento social... saudade até dos chefes!

    cobaiaamiga.com

    ResponderExcluir
  22. Sou uma pessoa super caseira, então o isolamento social não me afetou. O que me afetou (e ainda afeta) é ver como as pessoas não se preocupam com as outras... e abro qualquer rede social e é um festival de churrascos / festas / aglomerações que até me questiono se a vacina já saiu e eu não estou sabendo. Triste triste.


    Um abraço,
    Patricia

    Blog Patricia Faria
    Fanpage Patricia Faria
    Instagram
    Pinterest

    ResponderExcluir
  23. Oii amoore!!
    Muito bom o post, e me identifiquei principalmente com a questão de interação social, sempre fui muito caseira e agora bate um leve arrependimento de não ter aproveitado as oportunidades de conhecer pessoas novas...mas que nada, depois que tudo isso passar vou me esforçar para melhorar isso.

    Beiijus ❤
    https://modoju.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Eu adorei saber, aprendi aleém do que vc citou a tirar pessoas tóxicas e a dizer não. Sobre o autoconhecimento é a mais pura verdade, também leio livros de desenvolvimento mas reduzi a frequência pois estavam me deixando ansiosa. Eu sinto falta de conversar com pessoas diferentes, aqui tá sendo basicamente eu e meu marido e a família que conversamos por telefone.

    Beeijos da Tami <3
    Eu Milhazes

    ResponderExcluir
  25. Foi tanta coisa, mas as principais é dar valor à família e aos pequenos momentos.

    Bom fim de semana!

    OBS.: O JOVEM JORNALISTA está em quarentena de 22 de julho à 31 de agosto, mas comentarei nos blogs amigos nesse período. Mesmo nesse período, temos dois novos posts. Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Hello friend!
Eu sou a Tay Ribeiro, tenho 24 anos e moro no interior do Goiás. Viciada em vídeos de gatos fofos e em fazer listas. Aqui você encontra todas as coisas que eu mais gosto no mundo. more

Instagram

Dearly Tay / Theme by BD.