Resenha: Garotas Tristes - Lang Leav

O livro contém avisos de gatilho para depressão, ansiedade, abuso de drogas e morte.


Ano: 2018

Páginas: 416

Editora: Globo Alt

Sinopse: A escola está quase acabando para Audrey, mas os ataques de pânico estão apenas começando. Porque Audrey mentiu e agora sua colega de classe, Ana, está morta. Assim que seu mundo começa a girar fora de controle, Audrey encontra o enigmático Rad - o garoto que poderia mudar tudo. Mas será que o romance inoportuno a levará mais perto do limite?

 

Você já leu algum livro e pensou: “Que livro ótimo, odiei!”. Então foi assim que me senti ao ler Garotas Tristes.

 

Em Garotas Tristes, conhecemos Audrey e descobrimos que ela está guardando um grande segredo. Certa vez, ela estava suas amigas Candela e Lucy e Audrey decidiu contar uma história envolvendo Ana, uma colega de turma delas.

 

Assim que ela contou, ela percebeu o tamanho da besteira que fez e então pediu para as amigas jurarem que não contariam para ninguém, mas a irmã de Candele estava ouvindo atrás da porta e contou para a sua mãe e essa por sua vez, deixou o boato correr a cidade.

 

Minha lembrança da noite em que contei aquela mentira é tão vívida como se fosse ontem. Lembro-me de como as palavras saíram da minha boca, minha mente insegura de como a história estava se formando, como uma aranha que tece sua primeira teia sem qualquer compreensão de onde a habilidade foi adquirida.

 

O livro tem uma pequena introdução e já começa no enterro de Ana, que cometeu suicídio. Lá Audrey conhece Rad, namorado de Ana e sai para tomar um ar com ele, sem saber que aquilo poderia trazer grandes problemas para ela.

 


Nessa história, temos uma personagem que começou a sofrer ataques de pânico após sua mentira e ela tem uma relação conflituosa com sua mãe e vive um relacionamento meio no limite com o namorado de longa data e ainda tem que se preocupar com as provas finais, mas a questão é que Audrey não convence. Ela não é uma personagem que possui um carisma ou crescimento para que o leitor torça para ela e ela acaba sendo egoísta e mesquinha em muitos momentos.

 

Em um primeiro momento, achei que a história seria divido entre as três amigas, mas focou somente na Audrey, mesmo que Candele estivesse passando por vários momentos difíceis, autora não soube explorar isso. Das três, Lucy era a mais decente e também não teve muito protagonismo.

 

O ponto mais positivo desse livro e devemos aclamar isso, é a escrita da Lang Lev. Sério, ela escreve com uma fluidez que mesmo a história não sendo boa, você continua lendo para ver somente a escrita.

 

“Seu primeiro amor não é a primeira pessoa a quem você dá seu coração - é a primeira que o quebra.”

 

Sobre os pontos negativos: os personagens não possuem uma evolução, a história se passa em vários tempos diferentes (e não fica tão claro a passagem de tempo) e mesmo assim os personagens agem exatamente da mesma forma e outra coisa a Audrey tem tudo de mão beijada. Ela consegue um ótimo emprego logo depois da escola e ganha promoções e uma carreira sólida sem nem ter se formado e sempre encontra pessoas pelo caminho que a ajudam a chegar no seu objetivo final sem sofrer muito.

 

Uma questão que eu quase ia esquecendo, é que o tal rumor que a Audrey nunca é revelado na íntegra. Vamos pegando as migalhas pela história e aí descobrimos por cima.

 

O livro não é ruim, juro, mas a história em si se perde e a autora nos dá muitos começos e os deixa morrer sem trabalhar neles.  A autora conseguiu romantizar assuntos muito problemáticos e o livro está cheio de gatilhos para algumas pessoas.

 

Garotas tristes é uma história mediana, com uma escrita muito boa e uma capa lindíssima. Eu dei 4 estrelas no Skoob pois assim que terminei eu amei a história, mas depois que fui refletindo sobre o livro a nota foi caindo.

No final do livro, temos uma reviravolta que eu nunca esperaria, mas que me deixou com raiva por causa das circunstâncias envolvidas e pelo o que foi feito depois de descoberto.

Mesmo com todos os pesares, ainda sim, vale a leitura.

E você, já conhecia o livro?

Beijos


28 comentários

  1. It does sound complex but driven with emotion too. Awesome review!

    ResponderExcluir
  2. It seems to have a Pretty Little Liars feel with out the fashion..but about real girls and their troubles. I am sure it's insightful.

    ResponderExcluir
  3. These kind of books can draw you in, but then you really have to evaluated it all afterwards. Great review!

    ResponderExcluir
  4. Ohh eu gosto de livros com finais felizes! É uma pena!!! <3

    www.pimentamaisdoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Fiquei com aquele misto de: quero conhecer o livro, mas será que vale a pena? <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Tay, tudo bem?

    Obrigada pelo aviso no começo do post. Não li a sua resenha completa, pois estou passando por um momento muito delicado na minha vida e estou em busca de coisas mais leves.

    Beijos;***
    Ariane Gisele Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  7. Uma pena ser um livro um pouco confuso e os temas são bem pesados mesmo. Acho interessante, mas essas passagens de tempo confusas geralmente me prejudicam na leitura.

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  8. Ainda não conhecia o livro, mais a história por si é bastante interessante, apesar de abordar temas que aflige a sociedade, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderExcluir
  9. Ei, Tay, tudo jóia? Esse parece ser um livro complexo e daqueles que a gente gosta e não gosta ao mesmo tempo. Só que livros com tantos gatilhos são os que estão me fazendo fugir com uma rapidez enorme! Uma pena que o enredo tenha sido tão mal aproveitado. Beijos!

    Books House

    ResponderExcluir
  10. Socorro que eu ri da sua introdução da resenha porque tem muitos livros que me deixam assim kkkkk
    Particularmente não é um livro que leria, apesar de ter achado a capa interessante...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Ai eu preciso ler esse livro! Deve ser muito bom
    www.achatadebatom.com

    ResponderExcluir
  12. fiquei curiosa com o livro
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. This sounds like one of these books that is hard to read because of the complex storyline.

    www.fashionradi.com

    ResponderExcluir
  14. Gracias por la reseña, parece buen libro lo tendré en cuenta

    ResponderExcluir
  15. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Sempre esbarro com esse livro por aí, mas, ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre. Pelos seus comentários parece ser uma leitura intensa e com certeza me deu vontade de ler também.
    Dica anotada!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Achei a capa linda, já é um ponto que chama minha atenção.
    Gostei da temática da história, vou pesquisar e baixar!
    Kindle é vida né? Nossa leitura melhora 100%.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Tay,

    A história desse livro é interessante, mas confesso que não é muito meu estilo de leitura. Mas gostei de conhecer a história.
    Que bom que você gostou/odiou rsrs.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia e não sei se leria haha.
    Eu tenho isso tb de gostar do livro, dar uma nota aí parar pra pensar... Aí eu volto no skoob e diminuo a nota vai entender.. kkkk
    Beijos!
    Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  19. Olá Tay,
    Achei esse livro super interessante.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    obs: Estou com uma pesquisa de público no blog, se puder responder, ficarei feliz.

    ResponderExcluir
  20. "Que livro ótimo, odiei!" é algo que sempre sinto e acabo até ficando meio contraditória com esse sentimento em relação a livros, haha.
    Uma pena que a autora não soube explorar a história, por que todas as questões relacionadas a saúde mental que contém no livro dá muito pano pra manga. Acho que eu não leria essa obra por que ela não fecha as pontas soltas, e essa sensação de livro inacabado me dá gastura, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  21. Olá, Tay.
    Tem livros que acontece isso. O autor se sai tão bem fazendo a gente odiar o personagem que de ruim a gente ama hehe. Mas acredito que por todos esses gatilhos envolvidos eu não leria ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  22. Oi!
    Já tinha ouvido falar do livro, mas apenas na época do lançamento, pois não sei dizer uma pessoa que leu até agora aushausauhsuash
    É uma pena o livro ter uma escrita boa mas não atingir todo o seu potencial, em especial no desenvolvimento das meninas.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia o livro não Tayane, achei a história super forte. Não sei se escolheria para ler nesse momento (eu me sinto naturalmente ansiosa nesses dias de pandemia), mas talvez seja um opção interessante para o futuro. Uma pena a autora não ter explorado as demais personagens igualmente, super chato quando isso acontece. Um beijo :*

    ResponderExcluir
  24. I've never heard of this book but it sounds like an interesting read! I think the topics that are discussed would be something that I would enjoy.

    https://www.mariannyc.com/how-i-spent-my-29th-birthday/

    ResponderExcluir
  25. Começando já no suicídio da amiga e com enterro, só posso esperar que seja um livro triste, com conflitos e mistérios. Achei curioso ao saber que ela vai sofrer por isso tudo, problemas em relacionamento em geral, mas mesmo assim ela não é cativante e acaba sendo egoísta. A sinopse é interessante.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir

Hello friend!
Eu sou a Tay Ribeiro, tenho 24 anos e moro no interior do Goiás. Viciada em vídeos de gatos fofos e em fazer listas. Aqui você encontra todas as coisas que eu mais gosto no mundo. more

Instagram

Dearly Tay / Theme by BD.