Midsize e estar no meio


Hey gente, tudo bem com vocês?


Eu já comentei aqui diversas sobre meu ganho de peso e como isso destruiu minha autoestima e a forma que eu me enxergava no mundo. Eu saí do tamanho 34/36 e fui direto para o 42 passando para o 44 e foi um choque completo o vestir minhas roupas antigas ou tentar comprar roupas novas.


No meu antigo tamanho, eu não tinha um grande problema em encontrar roupas e nem encontrava roupas que precisavam de ajustes. No começo do meu processo de aumento de peso, eu percebia que o tamanho M ficava muito pequeno e o tamanho G ficava muito grande. Essa variação de tamanhos me dava tanta agonia, que precisar comprar roupas acabou virando um ritual de tortura.


Para contextualizar os tamanhos de roupa do mercado atual se divide em: 38 para baixo é considerado o padrão e acima de 50 é considerado plus size, o meio entre eles eu não sabia, mas existe um termo pra descrever e é midsize.


O midsize engloba do tamanho 40 até 48, mas a grande questão desse tamanho é que o padrão de tamanho muda muito de marca para marca, então é comum você usar uma calça 44 de um marca e em outra virar um 46. Essa falta de consistência acaba trazendo a ideia de não se encaixar e talvez por isso, muita gente fica na busca pela mudança corporal.


Passar por uma mudança drástica de peso, me fez ter atitudes desrespeitosas comigo. Sujeitei-me a restrições alimentares, parei de comer por completo algumas vezes e até pensei em tomar atitudes sem volta, mas felizmente, eu percebi o quão mal estava fazendo a mim e ao meu corpo e passei a tentar ter atitudes mais positivas. Ao tentar fugir da toxicidade do Instagram (me incomodava muito ver garotas com corpos padrões pregando amor próprio enquanto davam dicas de dietas, mostravam uma rotina dura de exercícios e depois diziam que não faziam nada pra manter o corpo), acabei me deparando com o termo midsize e percebi que eu me encaixava ali, mesmo meu corpo não sendo como o da maioria das garotas. Quem usa midsize, geralmente não tem o corpo padrão, mas também não tem tamanho plus size e ver que tinha mais pessoas ali da mesma forma, meio que me deu conforto.


O midsize não é só mais um padrão para alguém tentar se encaixar, mas um forma de referência para que ninguém sinta como se não fosse do tamanho certo, afinal, cada pessoa tem um tamanho diferente.


Separei alguns perfis bem legais para seguir de midsize para quem quer criar um rede em que você possa se enxergar.





@midsizecollective

Esse perfil reúne dicas de outros perfis de garotas midsize, então dá para achar alguém que se pareça com o que está procurando para se inspirar.


 

@mainabelli 

No perfil da Mainá, dá para encontrar diversas ideias de looks além de dicas de beleza.


 


@lucianamelocampos 

A Luciana posta looks diários e são todos casuais e cheios de ideias para colocar em prática.

 


@adrianaalfaro 

Quando o blog está no começo e em vários anos depois, eu acompanhei o conteúdo da Adriana no blog que ela tinha, o Fashion Frisson. Por causa do Midsize, eu acabei chegando no perfil dela no Instagram. O perfil todo está cheio de dicas e looks lindos e bem diferentes.

 

Eu acredito que o midsize não precisa ser tratado como um padrão, mas como uma representação. O no meio de duas coisas para que aja conforto em quem nunca se encaixou.


Eu ainda não consegui achar um perfil que me identificasse realmente em questão de tamanho, mas não vejo problema em ver perfis diferentes pois como meu corpo está mudando no momento ficaria complicado achar um perfil parecido mesmo. O bom de seguir um perfil do qual você enxerga semelhanças, é que pode se inspirar nas roupas usadas e tentar comprar online ou presencial peças parecidas que façam seu estilo. Muitas das meninas, marcam as lojas, então dá para descobrir lojas bem bacanas que possuem tamanhos variados.


E você, conhecia o termo midsize?

Beijos


P.S: alguém mais ficou com toc com as imagens não centralizadas?

33 comentários

  1. Conheço a Mainá e a Adriana e elas arrasam nos conteúdos.
    A Adriana até tem muito conteúdo voltado no tiktok dela.
    Eu sofro com isso de que cada loja o formato da peça é diferente. Tem loja que eu uso 38, outras 40 e até 42 depende muito.
    Beijos!
    https://www.pamlepletier.com/

    ResponderExcluir
  2. Oie ! Pior coisa do mundo é a gente se sentir mal com nosso próprio corpo não é? Mesmo sendo magras ou mais gordinhas, é algo tão ruim e afeta muito a gente.

    E as redes sociais hoje em dia ajudam mais ainda a afetar nossa autoestima, eu tento sempre procurar pessoas que tenham o fisico parecido com o meu para seguir ♡

    www.blogresenhando.travel.blog

    ResponderExcluir
  3. A mi me paso lo mismo cuando engorde te hacen sentir monstruo. Genial entrada. Te mando un beso

    ResponderExcluir
  4. It is certainly a journey for most of us. It is a struggle to find the beauty in us. Recently, the doctor wanted me to lose 25 pounds and being the pandemic I couldn't go anywhere to see a counselor although they told me to go to this one place and no one was there..at that time I got a phone call while in my car. The guys says to get this certain APP to keep track of calories..and to wear tighter clothes. That was it.

    I don't think we should worry about shapes. We are all sorts from our genetics. Staying healthy is important Exercise is important to be healthy. It's great to get inspiration from blogs.

    Feeling good about ourselves is the hardest part. Sometimes, what's best is to uplift each other and to find we are much more alike than we ever really knew.

    Stay creative! Be the beautiful you!

    ResponderExcluir
  5. I dunno...I know it's a selfie world and honestly, I don't really care for going to some blogs that is full of selfies. It feels like a competition when it shouldn't be. Even in the work world you have those who make me feel..."You shouldn't be wearing that." I'm very short and it used to bother me how some would make me feel. While I will never meet a certain beauty standard, but some still find me cute.

    Awesome awareness post!

    ResponderExcluir
  6. Eu conhecia o termo e sou midsize a anos. Só fui bem magrinha quando criança, na adolescência comecei a engordar. Acho bem difícil achar roupas, principalmente partes de baixo. O tamanho sempre varia bastante de marca para marca, então dificilmente compro online. Geralmente tenho que experimentar para ter certeza que vai ficar bom.

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  7. We do seem to be our worst enemy when it comes to our bodies. And it doesn't help to have so much body shaming going on over the decades, either. I remember a co-worker who was "large" yet she wore everything so well. She was so inspiring.

    Be the beautiful you! Stay confident!

    ResponderExcluir
  8. Não fiquei com toc das imagens, achei que estão centralizadas na verdade...
    Eu não conhecia esse termo midsize, mas já tinha visto algumas meninas falando sobre isso de não serem nem magras nem gordas e não saberem muito bem onde se encaixavam e se sentiam mal com isso.
    Espero que você esteja se sentindo bem consigo mesma, ótimo post! :)

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  9. desejo um feliz fim de semana bjs saude

    ResponderExcluir
  10. Oie Tay!

    Eu nao me lembro de ter usado 38 alguma vez, confesso rsrs eu sempre fui do 42 ao 46 e tenho uma calça 48, que é um 46 mais larguinho, porque não é exatamente um 48
    Eu sempre fui meio complexada para escolher roupas, sabe? Mas encontrei algumas lojas que tinham sempre meu número e que geralmente não são as mais queridinhas por minha familia justamente por isso srsrs
    Mas gostei das dicas dos perfis, inclusive posso me inspirar ♥

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  11. Oi Tay,
    Não conhecia o termo não, eu sempre fui 40/42/44.
    Acho que por não me identificar muito com a 'moda', isso não me impacta tanto, mas é super importante mostrar que não é o tamanho da sua calça que define quem você é.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Também sou midsize e conheço pessoalmente a Mainá. Ela é um amor de pessoa.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  13. Olá, Tay.
    Não conhecia o termo ainda mas me encaixo nele hehe. Nem tenho prazer em comprar roupas porque ou são muito pequenas ou são enormes. Sem falar que pensam que é só a bunda que é grande e todas as calças e mangas longas ficam sempre curtas.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Eu não tenho o hábito de comprar roupas online justamente por conta de cada marca ter um padrão de tamanho e ficar variando o tamanho das peças que cabem em mim, gostei da dica dos perfis!

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Thanks for sharing these profiles! Have a great week!
    xoxo
    Lovely
    www.mynameislovely.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, Tay. Tudo bem?
    Nossa, eu vivi muito tempo nessa de 44 e 46, mas nem conhecia termo de midsize nem nada. Acabei de aprender muito aqui. Irei conferir os instagrams citados.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  17. Adorei o post! Esse tema é extremamente necessário para ser discutido, conheci o termo recentemente e me identifiquei, sempre tive coxas e quadris muito largos, o que sempre dificultava na hora de comprar roupas. Espero que você esteja se sentindo bem consigo mesma!
    Beijinhos
    www.cafecommands.com

    ResponderExcluir
  18. Oi
    me identifiquei com esse poste, eu atualmente de calça uso 48, mas tudo depende, hoje mesmo ganhei uma calça 46 que serviu perfeitamente, outras vezes a 46 fica pequeno, sofro para achar roupas que sirvam em mim e que são bonitas, eu tenho peito grande e as blusas ficam pequenas no peito.
    Normalmente as lojas daqui vende roupas feinhas, basicas ai quando eu quero algo diferente não acho.
    Inclusive estou amadurecendo uma ideia de montar uma loja no instagram voltado para vender roupa para pessoas que usam o mesmo número que eu e maior, preciso ver se amadureço essa ideia.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Eu tô a um ponto para me afastar do instagram também, porque me sinto agoniada com essa "toxidade" de namastê e vida perfeita. Mesmo que não seja perfeita e eu saiba disso.
    Eu achei bem legal o termo midsize, acho necessário, porque as modelagens brasileiras não possuem uma medida padronizada. Então acontece demais isso de tamanhos diferentes em marcas diferentes. Adorei os perfis de inspiração, vou dar uma olhada neles.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Canal no Youtube - Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Me Acompanhe também no Pinterest

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Não conhecia mas, achei bacana conhecer. tem também o fato da fôrmas das roupas mudarem de acordo com os fabricantes. Eu comprei um 3 vestidos tamanho PP em uma viagem em 2017 mas, só 2 deram e um nem apertando ficava direito, doei para minha prima. Até hoje tenho esse vestido tamanho PP que cabe muito bem em mim, não sei se cedeu com o tempo, sei que cabe e quando vou comprar roupa muitas vezes pego o tamanho 40 para entrar em mim. Acho que vai muito da fôrma do que da numeração em si. Mas, entendo super como é desagradável chegar numa loja pegar achando que cabe e nada ficar legal. Passei muito por isso e ainda passo quando raramente decido comprar algo.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Tay,
    Te entendo perfeitamente amiga, eu saí do 36 e fui para o 46 num piscar de olhos, o que tornou fazer compras uma coisa extremamente díficil e minha autoestima ficou terrível. Hoje eu entendi esse termo e geralmente acabo comprando roupas plus size de números menores e uso a roupa larga mesmo ou mando fazer ajustes.
    Eu gosto do Ig @eu.mayfernandes por que eu me identifico com ela, nós duas temos 90Kg, mas não somos gordas... e antes de conhecer o perfil dela eu achava que estava MUITO acima do peso, mas na real não é bem o que eu pensava.
    Enfim, gostei muito do seu post por que ele é informativo e mostra que existem muitas mulheres midsize, não estamos sozinhas, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  22. O termo é novo pra mim. Mas como é bom se autoaceitar, não é mesmo?

    Boa semana!

    O blog está em Hiatus de Inverno de 02 de agosto à 02 de setembro, mas comentaremos nos blogs amigos nesse período. Mesmo em Hiatus o blog tem um post novo, não deixe de conferir e comentar.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  23. Oi, Tay!
    Eu não conhecia o termo, gracias por la introducción. Na verdade, é uma informação útil e interessante. Estou feliz que você acabou de compartilhar esta informação útil conosco.
    Saludo

    ResponderExcluir
  24. Eu não conhecia esse termo. Eu visto 38, o que me faria ser padrão, mas eu sempre fico perdida quando vou comprar roupas, exatamente porque as lojas não seguem um padrão também, então em uma loja eu vou ter que comprar 36, ou fico que nem um saco de batatas, enquanto em outra, tenho que apelar para o 42, porque o 38 que usaram de modelo só deveria caber numa boneca. Fora que nessas lojas do segundo caso, as vendedoras já me olham como se eu fosse o ser mais estranho da face da terra, querendo entrar num 38, sendo que "sou gorda para isso". Eu acho muito constrangedor, para dizer o mínimo. Gostei dos perfis que você trouxe, apesar de você não ter se identificado ainda com nenhum, já é um bom começo saber que existem perfis que mostram que está tudo bem gostar do nosso corpo de verdade, sem pregar falsas ideias de autoestima.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  25. Eu acho que comprar roupa virou uma luta tenho de 38 a 44 em meu armário e se for medir os tamanhos é o mesmo, a indústria só diminui os tamanhos da roupa para nos por em um padrão cada vez mais inalcançável eu fico tem necessidade disso, tento não me ligar a peso e rótulos, só quero vestir o que me cai bem.

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
  26. Oi Tay,
    Eu conheço termo sim, e conheço algumas marcas pequenas aqui na minha cidade que vendem roupas que valorizam bem corpos mid. E seguir pessoas que inspiram e em quem é possível se enxergar é maravilhoso..
    E Tay, você é linda, se precisa desintoxicar, deixe de seguir certos perfis. 99% é pura mentira e marketing. Não é real de verdade.
    Abraços,
    AVA
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
  27. Oi Tay!

    Eu trabalhei com moda e sei o quão complicada é essa questão de tamanho e padronagem.

    Eu também sofro de estar no que eu chamo de "limbo"(não magra o suficiente para achar roupas em grandes magazines nem gorda para as roupas plus size ficarem bem) também to no limbo racial, mas isso é outro assunto hahaha

    Eu já conhecia o termo e foi o tiktok que trouxe ele para mim e já vi que tem tido uma boa discussão sobre isso nessa rede.


    Apesar do Caos (blog)   | Skoob   |  Twitter
    Karen Gabrieli

    ResponderExcluir
  28. Olá,
    Eu adorei o tópico da postagem porque eu comecei a passar pelo mesmo depois dois 25 anos. Agora com 32 ainda tento lidar bastante, e é sempre ótimo encontrar dicas de perfis de looks.


    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  29. Também somos midsize, e já conhecíamos um pouco desse universo.Vamos acompanhar os perfis que você indicou.

    Beijos


    onlyinspirations.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Um tamanho de corpo não define o caracter. É bom que as pessoas se sintam bem na sua pele, tenham tamanhos maiores ou menores.
    beijinhos
    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir

Hello friend!
Eu sou a Tay Ribeiro, tenho 24 anos e moro no interior do Goiás. Viciada em vídeos de gatos fofos e em fazer listas. Aqui você encontra todas as coisas que eu mais gosto no mundo. more

Instagram

Dearly Tay / Theme by BD.