21 de mai. de 2020

Desabafos de quem está preso dentro

Found on

Quando começou essa crise toda de Covid-19, ter que ficar em casa e aumentar ainda mais os nossos métodos de limpeza e segurança eu achei que era algo que acabaria logo e tudo voltaria ao 'normal'.

Após começar a ver o número de contaminados e mortos mundiais eu me assustei, mas ainda achei que aqui no Brasil não aconteceria desse jeito, tentei seguir o exemplo das outras pessoas e comecei a tentar criar uma rotina toda preenchida para o tempo passar mais rápido, mas agora estamos em maio e tudo continua como no começo e a cada dia me sinto pior, é como se eu tivesse engolido uma bolinha de gude e ela não saísse da minha garganta.

Depois de toda essa fase de reconhecimento, todo mundo continua nas suas rotinas e muita gente já está bem avançado em alguma língua nova, descobriu seus dons culinários e teve gente que até achou novas formas de negócios e eu estou presa da minha cama sem forças para fazer nada e me culpando por sentir isso enquanto existem pessoas morrendo lá fora. Eu me sinto mal por deslegitimar o que sinto, mas sei que eu estou segura e saudável enquanto muita gente não está e não temos uma seriedade do governo para resolver tudo logo, já que eles preferem minimizar o problema e achar que o dinheiro vai preencher o vazio deixado por alguém amado que morreu.

Eu tenho tido bloqueios criativos horríveis, tenho despertado o meu pior lado e acho que isso vai deixar muitas marcas. Eu não consigo entrar nas redes sociais ou ver tv sem perder um pouquinho do que me resta de fé na humanidade, eu nem sei quando começamos a nos importar mais com coisas do que com pessoas e isso acaba comigo.

Eu não consigo fazer mil coisas durante o dia e estou tentando me convencer que não preciso. Em tempos incertos, podemos sim nos esconder no nosso quarto até ter coragem e reação de fazer algo. Aqui na minha cidade, tudo já está aberto normalmente e todo mundo já está na rua. Só consigo sair para comprar o necessário e ainda saio com medo.

Essa postagem nada mais é que um desabafo. Estou cansada de ficar em casa, mas pior ainda é rua. Estou cansada de me sentir vulnerável e prestes a ver o mundo desmoronar. Precisamos nos agarrar a fé em Deus e na ciência para que tudo se resolva logo.

Cuide-se, passe esse tempo do jeito que você ache que funciona para você e não tente seguir o que outras pessoas estão fazendo, cada pessoa tem seu tempo.
Beijos

12 comentários:

  1. Oi Nessa, tudo bem?
    A primeira coisa que gostaria de te dizer é que tá tudo bem se sentir assim. No sentido de que seus sentimentos são válidos, sabe? Estamos vivendo uma pandemia, e nem todos conseguimos ser produtivos e tirar o melhor dela. Estamos sendo fortes só por aguentar tudo isso firmes, em isolamento, fazendo o melhor pelo coletivo. Força!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Desculpa Tay, o "Oi Nessa" veio copiado do comentário anterior! :( ♥
    Mas o resto é verdadeiro viu hahaha! Desejando daqui muita força pra vencer esse momento difícil.

    ResponderExcluir
  3. Já teve dias em que me senti mal por não estar sendo produtiva ou aprendendo uma língua nova ou fazendo milhares de coisas igual aos outros...
    Mas confesso que não fazer nada, ou melhor fazer o que eu realmente gosto, é o que me faz bem nesse momento e tá tudo certo!
    Enfim, espero que possamos passar essa fase da melhor forma possível.
    Fique bem Tay! ♥

    http://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Exatamente, cada pessoa tem seu tempo e precisamos respeitar isso. Ficar em casa cansa, mas é a melhor forma de nos protegermos.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  5. Nem todos os dias somos produtivos, noutros compensamos
    Pensemos sempre positivo linda
    Beijinhos 😊 , Damsel.me-Clique Aqui

    ResponderExcluir
  6. O seu texto me representa.
    No início da quarentena eu era tão ativa e fazia mil coisas. Depois não sei o que aconteceu. A criatividade que estava sempre do meu lado, se foi. As vezes só quero ficar na minha cama.
    Como é importante ficar em casa para a proteção de todos, vou ficar o máximo possível em casa e tentar tirar os pensamentos ruins da cabeça.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  7. Tay, é tudo muito triste mesmo! Também tenho dias assim e acho que a maioria está no mesmo barco. É o que você falou: se permita e não se cobre tanto! É tudo muito novo e como disse o Drauzio Varella... Nenhuma pandemia dura para sempre. Vai passar, por mais que às vezes a sensação seja oposta! E a única coisa que a gente pode fazer é a nossa parte. Infelizmente, a dos outros, não dá. Espero que esse comentário te deixe um pouco melhor e saiba que não está sozinha, viu? ♥ Faça coisas que te façam bem.

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    P.S: e obrigada pelo comentário de incentivo lá no meu post sem inspiração. Lavar louça distrai e vou começar a pensar em posts quando tiver nesse momento! ^^

    ResponderExcluir
  8. Estou tendo muitas crises, tento nem ver tanto jornal, mas sempre que vejo me da uma dor no coração. e sim, tbm não consigo mais ficar em casa e isso tá me deixando mias nervosa ainda.
    Espero que isso se resoolva logo, ainda tenho um pouco de fé na humanidade..

    entrenospicio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oie Tay, tudo bem?

    Tudo bem se sentir assim. Acho que está tendo uma cobrança enorme em cima de todos nós que precisamos ser produtivos mesmos durante a pandemia quando o mais natural seria estarmos assimilando que a nossa vida nunca mais vai ser igual.

    As redes sociais incentivam esse tipo de competição, que faz com que a gente se sinta um lixo, por querer passar o dia todo na cama.

    Estou em casa há mais de dois meses e mesmo sendo conhecida como uma pessoa good vibes pelos meus amigos, já tive vários surtos e crises de ansiedade.

    Sinta-se abraçada.

    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    Beijos;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  10. Desabafo incrível. Eu já cansei de fazer tudo, mas reconheço que estar em casa é a melhor opção. A nossa casa se transformou em nosso cinema, nosso trabalho, nossa escola, nossa faculdade,nosso restaurante. Enfim, tudo.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  11. Eu estou tentando não ficar doida, vejo os dias passando e nem percebo. Tenho feito algumas coisas como aprender algo, assistir filmes, inventar algo, senão fico doida de vez

    ResponderExcluir
  12. Olá, Tay.
    Eu desde o começo imaginei que seria um período bem dificil. Se nos países onde são considerados primeiro mundo a coisa foi feia imagine aqui que o povo quer levar tudo na brincadeira. Eu estou aqui fazendo a minha parte morrendo de medo de sair de casa e de ficar desempregada, mas enquanto isso vejo o povo passeando pela rua como estivesse de férias. E é por causa desses que a quarentena ainda não acabou e as mortes só aumentam.

    Prefácio

    ResponderExcluir

DEARLY TAY
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL