This is Paris

Se você já existia nos anos 2000, com certeza concorda comigo que Paris Hilton é um marco da cultura pop.


Paris Whitney Hilton é bisneta do fundador dos Hilton Hotels e era famosa por ser famosa. Paris fez filmes, participou de realitys, cantou, dançou, escreveu livros e criou um verdadeiro império com a marca Paris Hilton. De 99 para cá, Paris sempre foi um sucesso em tudo que se propôs, mas a maioria das pessoas lembram dela por ser uma jovem festeira que vivia na mídia, e foi com essa visão dela que comecei a assistir o documentário THIS IS PARIS disponível no canal do youtube.


O documentário começa com cenas de como era antigamente e então somos levados para dentro da sua casa e sua vida pessoal. Nas quase duas horas de documentário, vi um lado que não conhecia da Paris e pude mais uma vez constatar que todo mundo tem uma parte da vida que ninguém conhece e que devemos sempre respeitar a história das pessoas.


Um dos focos do documentário é sobre o final da adolescência de Paris quando ela foi mandada pelos pais para um colégio interno, o Provo Canyon School, e esse lugar para onde ela foi, era palco de abusos físicos, emocionais e até sexuais dos internos. Paris ainda tem muitos pesadelos desse momento, mas nunca compartilhou o que viveu com ninguém.



Outro ponto que mostra é a vida romântica da personalidade, na época da gravação ela estava namorando o Aleks Novakovic e eu peguei um ranço tremendo dele. A Paris também atua como dj, e chega a faturar 1 milhão por participação, e então ela tocaria no Tomorrowland e o Aleks foi com ela, e simplesmente surtou do nada pois achava que a Paris não estava dando atenção para ele e ele teve zero respeito pelo trabalho dela. Em um momento, ele queria levar o notebook com o setlist dela e deixou o computador cair, outrora, queria fechar a tampa sendo que ela havia pedido para que ele não fizesse e então ele ficou 'sentido'. Eu achei tão ridículo o papel que ele estava fazendo e mostra claramente como é a vida da mulher moderna que tem sucesso, pois sempre vai ter um homem querendo que ela se diminua para caber nele.


Em cada relacionamento novo, ela troca de computador e celular para evitar que tenha seus aparelhos hackeados e também confessou que sofreu de algum tipo de agressão em cinco namoros, e o nível de abuso que ela sofreu foi tão grande que era até difícil reconhecer que tudo aquilo era errado, como quando vazou os sex tape dela e todos a julgaram sem ver o lado dela.


Paris está completamente vulnerável nesse documentário e totalmente disposta a quebrar a regra do silêncio. Ela mostra em como as pessoas famosas escondem os traumas no armário e só exibem as partes brilhantes.


Todos os traumas, medos e inseguranças tiveram origem no Provo Canyon School e eu achei tão corajoso ela falar sobre isso e poder ajudar outras pessoas a terem coragem de falar também sobre, quem sabe assim, outros adolescentes possam se salvar de ter esse destino ou quem passou por isso, possa encontrar algum tipo de força para procurar ajuda.


This is Paris é um documentário vulnerável, corajoso e real. Ela fala sobre o que a deixa acordada durante a noite, mas está pronta para enfrentar tudo de frente.


E você, já assistiu o documentário? Você pode encontrar CLICANDO AQUI  e possui legenda em português.

Beijos

27 comentários

  1. Olá, Tay.
    Até eu que não sou antenada nesse mundo de famosos conheço ela hehe. Mas não creio que assistiria esse documentário, acho que ele é mais indicado para os fãs dela e para quem curte o gênero mesmo. Quanto ao cara machista isso é comum em casais onde a mulher faz mais sucesso ou ganha mais que o homem. Eles nunca vão aceitar esse tipo de coisa, é como se isso os tornasse menos homens.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse documentário. Paris Hilton era bem falada nos anos 2000 mas ela deu uma sumidinha ne?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Loved your review. Yes, I think I always thought of her as a poor little rich girl who didn't have any common sense. I had to wonder if she'd suffered from boarding school. Awesome review!

    ResponderExcluir
  4. This was great. Now I may actually watch it, after your review.

    ResponderExcluir
  5. Wow, it must have been a strange life for her. No wonder she was such a shopaholic. Seems I remember a movie that was based on a true story where these teens got in her house and stole a lot of her stuff in her closet and her dog too.

    ResponderExcluir
  6. She is still iconic. Although, its very sad. Sort of like a Lana Del Rey song.

    ResponderExcluir
  7. Oi Tay, tudo bem?
    Que bacana que você curtiu o documentário.
    Nunca curti a Paris, então essa dica vou acabar deixando passar.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  8. Na minha opinião estas vidas nunca são tão glamorosas como pretendem passar. E é bom que os mais jovens saibam isso para não correrem atrás de um objectivo irrreal.

    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  9. I really want to watch it. I love these kind of deep, real documentaries.

    www.fashionradi.com

    ResponderExcluir
  10. Ei, tudo bem? Eu sou um tipo de pessoa que não escuta tanto música, e quando escuto, eu gosto de um solinho de piano ou de ouvir um Harry Styles da vida. E apesar disso, a Paris é um ícone, e mesmo que eu não seja fã, é difícil não conhecer ou não ficar sabendo da vida dessas super celebridades, mas o que as pessoas de fora veem, é na maioria apenas uma sombra do que essas pessoas realmente são, e o documentário dela é a prova viva. Eu achei super legal o seu post, e como você mesma disse eu espero que que o documentário sirva de inspiração para outras pessoas que passaram por situações semelhantes a de Paris Hilton. Beijocas!

    https://resenhabookshouse.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tay!
    Eu AMO a Paris! Acho ela icônica, amo o estilo dela e acho incrível a maneira como ela revolucionou os anos 2000 e a indústria! Verdade seja dita, Kim Kardashian não seria ninguém hoje se não fosse pela Paris!
    Eu tinha até esquecido de ver o documentário dela, ainda bem que você me lembrou porque estou louca para conferir haha :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  12. Nossa eu nunca assisti e to chocada com todo o abuso que ela tenha sofrido e alguns como diz ela nunca falou né?!
    Deve ser tão difícil tudo isso. Depois vou ver se assisto porque confesso que não conheço quase nada dela só via notícias que saíam nas mídias mesmo. Nunca a acompanhei, mas achei interessante esse documentário.
    Beijos!
    Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  13. Eu achando que ela vivia num mundo perfeito!! Estou surpresa, foi corajosa em denunciar a situação no colégio!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
  14. Confesso que não suporto essa mulher sabia?

    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  15. Eu não conhecia nada sobre a vida dela, porém depois de ver o que tu escreveu, dela ter passado uma parte da vida em colégio interno, sobre os abusos físicos e sexuais, além dos problemas de relacionamento abusivo, imagino que o sofrimento deve ter sido imenso..gostei da indicação de documentário :)
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  16. Oi
    eu assisti uma parte do documentário fiquei chocada com as coisas que ela passou na instituição, achei interessante ver um outro lado de Paris, Vulnerável, família e a personagem dela também foi uma forma de se brindar a respeito das coisas que aconteciam ao seu redor.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Ainda não assisti. Está na minha lista pra ver. Eu achava ela o auge 😂 a iludida. Eu vi o trailer e fiquei chocada que ela interpretava um personagem.

    Beeeijos
    www.eumilhazes.com.br

    ResponderExcluir
  18. Sempre achei ela muito vida loca, fiquei interessada a assistir.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  19. Tay, eu tinha escutado falar desse documentário, mas ainda não assisti.
    E tudo tem os dois lados da moeda, né? A gente não sabe nem da metade do que acontece na vida dos outros, sejam famosos ou não. Confesso que eu tinha uma imagem meio sei lá dela, mas nunca cheguei a julgar, só não acompanhava muito. Que bom que ela abriu esse outro lado e, com certeza, vai ajudar muita gente! Falando em documentários, assisti recentemente o da Princesa Daiana. Também mostra outro lado que eu não tinha ideia. Tá disponível na Netflix. ♥

    Beijos, Carol
    www.pequenajornalista.com

    ResponderExcluir
  20. Vi ontem e fiquei bastante admirada. O outro lado que ninguém vê...
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. I planning to watch it very soon.

    New Post - https://www.exclusivebeautydiary.com/2020/11/rose-quartz-face-roller-juvena.html

    ResponderExcluir
  22. Paris mostrou recentemente ser uma outra pessoa e eu estou muito ansiosa em ver esse doc. Confesso que tinha uma visão mega distorcida dela :(
    Um beijão,

    Marcela Miranda

    ResponderExcluir
  23. Oii, amei o design novo do seu blog. Com certeza já ouvi falar da Paris, eu sempre confundia coma aquele blogueiro, o Perez. Essa mulher é icônica kkkk patricinha da vida real. Vou assistir esse documentário urgentemente! Amo conhecer esse lado íntimo das celebridades.
    Nostalgia Barbie

    ResponderExcluir
  24. Oi Tay, tudo bem?
    Eu assisti por acaso esse documentário e fiquei chocada com oq ue eu vi. Eu tinha uma opinião bem errada da Paris. Ao contrário do que a media conta, ela é uma mulher que lutou muito pra ter a própria carreira e seguir os próprios passos, e não ser reconhecida apenas como a neta de um homem milionário. E em contra partida tem todo um lado difícil de lidar. Confesso que peguei um ranço da mãe dela, que em momento nenhum pediu desculpas pelo que ela passou. Aquela cena dela contando tudo o que aconteceu com ela foi de doer, se uma filha minha me falasse algo parecido eu iria ficar devastada. Enfim, esse comentário tá enorme haha
    abraços,
    Ava
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Como você está? Espero que esteja bem.
    Eu ainda não assisti esse documentário, mas estou louca para ver. Sendo sincera, eu que já fui fã do Justin Bieber sei bem como as coisas podem ser diferentes do que a mídia retrata, por isso que muito assistir o dela.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir

Hello friend!
Eu sou a Tay Ribeiro, tenho 24 anos e moro no interior do Goiás. Viciada em vídeos de gatos fofos e em fazer listas. Aqui você encontra todas as coisas que eu mais gosto no mundo. more

Instagram

Dearly Tay / Theme by BD.